08 de Janeiro de 2019

STJ nega pedido para libertar Cristiano Aro

O ministro João Otávio de Noronha, presidente do STJ ( Superior tribunal de justiça) negou na última segunda-feira (07) uma liminar pedida pela defesa do empresário americanense Cristiano Aro, preso desde o início de dezembro pela Polícia Civil no âmbito de uma operação deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do MP-ES (Ministério Público do Estado d Espírito Santo), que investiga fraudes em combustíveis e evasão fiscal, com prejuízo aos cofres públicos.

Entre os crimes, o empresário está sendo acusado por adulteração de gasolina e álcool com solvente e água. Buscas realizadas com autorização da Justiça na casa e no escritório de Cristiano, resultaram na apreensão de três veículos, documentos, computadores, celulares e uma arma calibre 380 com o registro vencido.

Comentários

O envio de qualquer comentário é de
responsabilidade do usuário, previsto
na política de privacidade.