A famosa Morgana desembarca sábado em Santa Bárbara d’Oeste

No sábado, ao palco do Teatro Municipal Manoel Lyra, será exibido o espetáculo "A Saga da Bruxa Morgana e a Família Real".

Por Redação Tudo UP! – RPT

Compartilhe

Nos contos de fada e nas lendas de um modo geral as bruxas são sempre vilãs e sinônimo de maldade. Mas no Brasil é diferente… pelo menos com uma personagem em específico: a Bruxa Morgana, interpretada pela atriz Rosi Campos e que surgiu na década de 1990 no seriado “Castelo Rá-Tim-Bum”, um dos grandes sucessos da TV Cultura.

No sábado, Morgana e alguns de seus parentes sobem ao palco do Teatro Municipal Manoel Lyra, em Santa Bárbara d’Oeste, para o espetáculo “A Saga da Bruxa Morgana e a Família Real”.

A peça, que acontece às 19h e tem entrada gratuita, conta a história da vinda da Família Real em 1808, quando o Brasil ainda era uma colônia de Portugal. Além de Morgana, outros personagem também surgem, como o Tio Eruditu, a Tia Divinia, Pétala, uma fada-sobrinha, o valente e guerreiro Tataravô e o saudoso Patriarca da família.

Na trama, a corte portuguesa acaba trazendo ao Brasil o misterioso Livro de Areia. “Trata-se de um livro encantado, que deve ser bem guardado”, explicou Rosi.

Para receber a corte, o bruxo Eruditu prepara uma festa no Castelo da Bruxa Morgana, única construção no Brasil à altura da realeza. Morgana, no entanto, está preocupada com o livro: ela sabe que existe uma bruxa má, Wiloa, que é sua inimiga e sempre quis se apossar do Livro de Areia.

A montagem é da Cia de Teatro Grafitti, criada pela própria atriz em 1989.

DO BEM

Morgana surgiu em 1994 na estreia do seriado “Castelo Rá-Tim-Bum” , porém, segundo Rosi, até hoje, 18 anos depois, ela ainda é reconhecida pelos fãs. “A série fez muito sucesso e ainda atrai muitas gerações porque ainda está sendo exibida. No final das apresentações, tanto crianças pequenas como pessoas de 25, 30 anos vêm me cumprimentar, falando que cresceram com a personagem”, disse.

O motivo de tanto carinho? Para Rosi, Morgana é aquela tia boazinha que todo mundo gostaria de ter. “Ela é muito querida por todos e está sempre disposta a ajudar. É o meu personagem mais forte, eu sempre vou estar marcada por ele”.

A história de “A Saga da Bruxa Morgana e a Família Real” é apenas uma das milhares de aventuras vividas pela bruxa. “Todos os personagens do Castelo Rá-Tim-Bum têm suas próprias histórias fora do castelo, como o Dr. Abobrinha e o Tio Victor”, brincou a atriz. “A Morgana tem seis mil anos, então, acompanhou muita coisa da história do mundo. Essa história que estamos levando para o teatro é apenas uma dessas que ela vivenciou”.

VIDA

Rosi Campos tem 58 anos – desses, 35 destinados aos palcos. Estudou em uma escola para freiras e sonhava em estudar Cinema. “Naquela época só tinha pornochanchada. Meu pai não ia deixar. Mas ele me deixou fazer Jornalismo. Eu fui estudar na USP e como os departamentos eram meio juntos, eu fazia aulas de cinema, música e teatro”. Antes, porém, trabalhou no setor de telegrama por telefone dos Correios, em 1978.

Em 1989, criou o Teatro Grafitti e estreou a peça “Você Vai Ver o que Você Vai Ver”. Depois não parou mais: nos teatros, nos estúdios das TVs ou nos sets de filmagens do cinema, Rosi coleciona papéis importantes. “A Morgana e a Mamuska (da novela “Da Cor do Pecado”, da Globo) são meus papéis mais lembrados. A diferença é que a Morgana eu continuo fazendo. É super legal ter um personagem de que a criançada gosta. Então, é maravilhoso poder carregá-la pelo resto da vida”, finalizou


Fonte: http://portal.tododia.uol.com.br/

COM O APOIO DE

CONTINUE INFORMADO

Tivoli Shopping tem nova edição do CineMaterna na próxima terça, dia 28
Casa Hermann Muller é tema de exposição de fotos na Câmara Municipal de Americana
Casa Hermann Muller é tema de exposição de fotos na Câmara Municipal de Americana
"Bee Gees Forever" se apresenta no Teatro Municipal neste sábado
Moradora de Sumaré ganha moto no Espetáculo de Prêmios da Acia
'Furiosa': filme da saga 'Mad Max' estreia nesta quinta-feira
Prefeitura arrecada agasalhos no sistema drive-thru
Exposição "Alma de Artista" pode ser visitada na Biblioteca Municipal
Americana recebe a ópera "Suor Angelica", de Giacomo Puccini
Briga por causa de gatos tem disparo de arma de fogo em condomínio de Americana
Veja Mais Notícias
Tivoli Shopping tem nova edição do CineMaterna na próxima terça, dia 28
Casa Hermann Muller é tema de exposição de fotos na Câmara Municipal de Americana
Casa Hermann Muller é tema de exposição de fotos na Câmara Municipal de Americana
"Bee Gees Forever" se apresenta no Teatro Municipal neste sábado
Moradora de Sumaré ganha moto no Espetáculo de Prêmios da Acia
'Furiosa': filme da saga 'Mad Max' estreia nesta quinta-feira
Prefeitura arrecada agasalhos no sistema drive-thru
Exposição "Alma de Artista" pode ser visitada na Biblioteca Municipal
Americana recebe a ópera "Suor Angelica", de Giacomo Puccini
Briga por causa de gatos tem disparo de arma de fogo em condomínio de Americana