Cesar Cielo é recebido pela esposa grávida em São Paulo e demonstra abatimento

Cortado do Mundial de Kazan por conta de uma lesão no ombro, tri mundial dos 50m livre lamenta não defender seus títulos: "Agora é começar a pensar nas Olimpíadas"

Por Redação Tudo UP! – RPT

Compartilhe

Após não conseguir defender o tricampeonato mundial dos 50m livre em Kazan (RUS) por conta de uma lesão no ombro esquerdo, Cesar Cielo não escondeu o abatimento ao desembarcar, sem mala, nesta quinta-feira pela manhã no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (SP). Ao menos, o campeão olímpico em Pequim 2008 teve o consolo imediato da esposa Kelly, que está grávida de Thomas, filho do casal que nascerá no fim de setembro. Em uma decisão conjunta com o corpo médico e a comissão técnica da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) o campeão olímpico em Pequim 2008 foi cortado do Mundial de Kazan na quarta-feira. Cielo foca agora nos Jogos Olímpicos do Rio 2016, daqui a 364 dias.
– Até pelos 50m borboleta, a gente viu que a coisa não estava indo do jeito que a gente esperava. Alguns dias ali seria muito difícil para reverter o jogo para chegar no meu melhor. A gente estava tentando melhorar a situação, mas o medo era também arriscar e agravar um pouquinho mais a situação do ombro. Tudo pela Olimpíada do ano que vem. Agora é começar a pensar nas Olimpíadas. É uma decisão difícil, agora está complicado. Quando a coisa não está certa… minhas malas já não chegaram também. É uma fase complicada – afirmou Cielo, que salientou que a comissão técnica da seleção pensou até em evitar que ele nadasse a final dos 50m borboleta, quando foi sexto colocado, na segunda-feira.
No quarto dia da natação do Campeonato Mundial, a Confederação Brasileira confirmou que Cesar Cielo estava fora do Mundial de Kazan. O principal nadador da história do país não conseguirá defender na Rússia o tricampeonato da prova que mais gosta, os 50m livre, por conta de uma lesão no ombro esquerdo. O médico da seleção brasileira de natação, Gustavo Magliocca, disse que o corte do campeão olímpico em Pequim 2008 foi necessário para não comprometer sua preparação para os Jogos Olímpicos do Rio 2016.
– Agora é virar a página e pensar que esse livro ainda não acabou, não. Tem as Olimpíadas no ano que vem, que é o nosso grande foco. Era programado um certo descanso agora. Então, está tudo dentro do programado. A expectativa é que, pelo tempo que a gente tem para recuperar, quando fosse voltar a treinar, independentemente do que acontecesse, estar com essa lesãozinha agora, a ideia é voltar a treinar da mesma forma que ante saudável, recuperado. Começar a pensar na seletiva em dezembro, começar a pensar para a temporada das Olimpíadas no ano que vem. Então, não muda muito. O difícil é lidar com a situação agora. São meses de dedicação de comprometimento com o negócio, de nutrição, descanso. 
Acostumado a conquistar medalhas em Mundiais seguidamente desde 2009, Cielo não escondeu a frustração com o retorno de Kazan com apenas o sexto lugar nos 50m borboleta, prova em que ele tentava o tricampeonato mundial consecutivo.
– É bem frustrante uma coisa dessas acontecer. E mais frustrante ainda estava sendo eu nadar sabendo que não era o que eu sei fazer na piscina. Esse era o meu 100% dessa vez, e o meu 100% está muito longe do meu 100% que é o meu melhor. Então, é buscar esse meu melhor aqui em casa – comentou Cielo, que olhou muitas vezes para o alto no intuito de encontrar paz.
Inconformado com o extravio das suas malas na escala em Paris, o campeão olímpico aproveitou para explicar o motivo dele ter deixado Kazan sem ter comunicado os seus colegas de seleção brasileira, uma atitude lamentada por Felipe França.
– A decisão tomada junto com a comissão técnica e a comissão médica foi que eu saísse à francesa mesmo. Depois da reunião, eu fiquei em um momento difícil, e eu não queria me despedir dos caras com eu para baixo e eles precisando estarem para cima na competição. Eu não consegui me despedir do pessoal, e mandei uma mensagem no celular, quando eu já estava em Moscou (escala). É uma das partes que me machuca também.
Cesar ainda não faz ideia de quanto tempo precisará para se recuperar da lesão no ombro. Ele disse que vai aguardar o retorno do médico Gustavo Magliocca de Kazan para fazer novos exames e definir o melhor tratamento. Até lá, o maior nadador da história do Brasil vai ficar em repouso. Ele terá tempo para curtir bastante a sua amada Kelly e a chegada do primeiro herdeiro.
Via globoesporte.globo.com
Fotos: David Abramvezt
COM O APOIO DE

CONTINUE INFORMADO

Tivoli Shopping tem nova edição do CineMaterna na próxima terça, dia 28
Casa Hermann Muller é tema de exposição de fotos na Câmara Municipal de Americana
Casa Hermann Muller é tema de exposição de fotos na Câmara Municipal de Americana
"Bee Gees Forever" se apresenta no Teatro Municipal neste sábado
Moradora de Sumaré ganha moto no Espetáculo de Prêmios da Acia
'Furiosa': filme da saga 'Mad Max' estreia nesta quinta-feira
Prefeitura arrecada agasalhos no sistema drive-thru
Exposição "Alma de Artista" pode ser visitada na Biblioteca Municipal
Americana recebe a ópera "Suor Angelica", de Giacomo Puccini
Briga por causa de gatos tem disparo de arma de fogo em condomínio de Americana
Veja Mais Notícias
Tivoli Shopping tem nova edição do CineMaterna na próxima terça, dia 28
Casa Hermann Muller é tema de exposição de fotos na Câmara Municipal de Americana
Casa Hermann Muller é tema de exposição de fotos na Câmara Municipal de Americana
"Bee Gees Forever" se apresenta no Teatro Municipal neste sábado
Moradora de Sumaré ganha moto no Espetáculo de Prêmios da Acia
'Furiosa': filme da saga 'Mad Max' estreia nesta quinta-feira
Prefeitura arrecada agasalhos no sistema drive-thru
Exposição "Alma de Artista" pode ser visitada na Biblioteca Municipal
Americana recebe a ópera "Suor Angelica", de Giacomo Puccini
Briga por causa de gatos tem disparo de arma de fogo em condomínio de Americana