Mocidade Alegre é bicampeã

Com o samba-enredo sobre sedução e tentação, a Escola de Samba Mocidade Alegre é bicampeã do carnaval de São Paulo.

Por Redação Tudo UP! – RPT

Compartilhe

A escola de samba Mocidade Alegre conquistou o bicampeonato do Carnaval do Grupo Especial de São Paulo. O resultado foi definido no desempate do quesito enredo e anunciado durante a apuração das notas dos desfiles das agremiações paulistanas, realizada na tarde desta terça-feira (12). Este é o nono título da escola na principal divisão do carnaval paulista.
Com 268,9 pontos, a Mocidade assumiu a ponta no último quesito, levando 10 de todos os jurados, o que permitiu à agremiação desempatar em relação à Rosas de Ouro, que teve 1 décimo a menos na somatória das notas de enredo. A vitória foi cravada pelo quarto jurado, que confirmou a quarta nota máxima à escola. Caso a Mocidade recebesse uma nota baixa na quinta e última leitura, este valor seria descartado.
A escola Águia de Ouro perdeu um ponto por ter estourado o tempo-limite de 65 minutos. Além desta punição, a agremiação também perdeu um ponto pelo minuto excedido na passarela. Caso não houvesse punição, a Águia de Ouro conquistaria o título em 2013, já que somou 268,7 pontos e arrematou o terceiro lugar na apuração.
Desfile
Campeã em 2012, a escola conquistou o bicampeonato ao ser a terceira a desfilar na segunda noite de samba na capital paulista. Para chegar ao título, a Mocidade Alegre apresentou um complexo enredo sobre tentação, sedução e histórias, passando até mesmo por finais alternativos para contos infantis.
Com 3,5 mil componentes, cinco carros alegóricos e 25 alas, a bicampeã teve como destaques a comissão de frente e as fantasias, especialmente a indumentária da bateria, que entrou na passarela vestida como se fosse um conjunto de socos ingleses. Finais alternativos para contos de fada famosos também foram apresentados ao público presente.

Apuração
As notas chegaram às 11h30 no Sambódromo do Anhembi, escoltadas pela Polícia Militar. Por conta da confusão no ano passado, a leitura das notas foi realizada pela Prefeitura de São Paulo, que tirou das mãos da Liga das Escolas de Samba de São Paulo a organização da apuração (veja placar completo ao lado).
O Anhembi também não recebeu torcidas das escolas nas arquibancadas. Apenas dez integrantes por escola foram autorizados no local da apuração. As agremiações priorizaram por levar presidentes, diretores, mestres de bateria e casais de mestre-sala e porta-bandeira.
Os quesitos foram anunciados na seguinte ordem: comissão de frente, evolução, fantasia, bateria, alegoria, harmonia, samba-enredo, mestre-sala e porta-bandeira e enredo. Cada quesito contou com cinco jurados, com a maior e menor notas sendo descartadas.
Fonte: http://carnaval.uol.com.br
COM O APOIO DE

CONTINUE INFORMADO

Tivoli Shopping tem nova edição do CineMaterna na próxima terça, dia 28
Casa Hermann Muller é tema de exposição de fotos na Câmara Municipal de Americana
"Bee Gees Forever" se apresenta no Teatro Municipal neste sábado
Moradora de Sumaré ganha moto no Espetáculo de Prêmios da Acia
'Furiosa': filme da saga 'Mad Max' estreia nesta quinta-feira
Prefeitura arrecada agasalhos no sistema drive-thru
Exposição "Alma de Artista" pode ser visitada na Biblioteca Municipal
Americana recebe a ópera "Suor Angelica", de Giacomo Puccini
Briga por causa de gatos tem disparo de arma de fogo em condomínio de Americana
Veja Mais Notícias
Tivoli Shopping tem nova edição do CineMaterna na próxima terça, dia 28
Casa Hermann Muller é tema de exposição de fotos na Câmara Municipal de Americana
"Bee Gees Forever" se apresenta no Teatro Municipal neste sábado
Moradora de Sumaré ganha moto no Espetáculo de Prêmios da Acia
'Furiosa': filme da saga 'Mad Max' estreia nesta quinta-feira
Prefeitura arrecada agasalhos no sistema drive-thru
Exposição "Alma de Artista" pode ser visitada na Biblioteca Municipal
Americana recebe a ópera "Suor Angelica", de Giacomo Puccini
Briga por causa de gatos tem disparo de arma de fogo em condomínio de Americana
COM O APOIO DE